Blog Clara Nunes

04 novembro 2016

Clipe inédito do Fantástico




Reveja clipe de Fuzuê, de Clara Nunes

O clipe foi apresentado no Fantástico     

http://globoplay.globo.com/v/5426639/?utm_source=facebook&utm_medium=share-bar  


 
 A Globo reprisou na mesma semana dois clipes de Clara Nunes no Vídeo Show. O primeiro no dia 2 , finados, "Portela na Avenida"  e hoje dia 04 "Fuzuê" , este último só apresentado em 1976  nos arquivos da emissora e não lançado no DVD Clara Nunes. Vale lembrar que "Fuzuê" foi um pedido à Globo do fã Ivaldo Reis de Sena. Valeu !

                                              

01 novembro 2016

Deixa Clarear, Musical Sobre Clara Nunes" retorna ao Teatro João Caetano- Rio




Espetáculo, visto por mais de 100.000 pessoas, faz temporada popular de 4 a 27 de novembro

Resultado de imagem para clara nunes deixa clarear



Jornal do Brasil    


Há mais de dois anos circulando pelo Brasil, “Deixa Clarear, musical sobre Clara Nunes” retorna aos palcos cariocas para mais uma temporada, a partir de 4 de novembro. Com a atriz Clara Santhana no papel de Clara Nunes,  o espetáculo fica em cartaz até 27 de novembro no do Teatro João Caetano, marcando sua terceira temporada no espaço, no horário de sexta e sábado, às 20h e domingo, às 18h.  O ingresso custa R$30 e R$15 (meia entrada). 
A direção é de Isaac Bernat (ator de Incêndios e diretor de Calango Deu!) e o texto de Marcia Zanelatto (Um Encontro com Hannah Arendt). Coube à Alfredo Del Penho (Gonzagão e A Lenda - Ópera do Malandro) dirigir musicalmente a atriz Clara Santhana (WAR, A Lenda do Vale da Lua) idealizadora do projeto e apaixonada pela obra da cantora mineira. Ela se apresenta com a banda formada por  Luciano Fogaça (percussão), Bidu Campeche (percussão/ cavaquinho), Felipe Rodrigues (violão) e João Gabriel (flauta/sax). 


Durante os 75 minutos de duração, o espetáculo mistura música e poesia para contar, de forma delicada, um pouco da trajetória de Clara Nunes


Durante os 75 minutos de duração, oespetáculo mistura música e poesia para contar, de forma delicada, um pouco da

Durante os 75 minutos de duração, o espetáculo mistura música e poesia para contar, de forma delicada, um pouco da trajetória de Clara Nunes
 Clara Santhana

trajetória de Clara Nunes, com o objetivo de incentivar a juventude a valorizar a música brasileira e suas raízes genuínas. “Nossa ideia é apresentar o legado da cantora para as novas gerações”, explica Clara Santhana.   No repertório estão clássicos como  “O canto das três raças”(Paulo Cesar Pinheiro/ Mauro Duarte) e “Na linha do mar”(Paulinho da Viola), “Morena de Angola” (Chico Buarque), “Um ser de luz”(João Nogueira/Paulo Cesar Pinheiro e Mauro Duarte) e “O mar serenou” (Candeia), entre outras.  
“Deixa Clarear, musical sobre Clara Nunes” estreou em 2013, no Teatro Café Pequeno, no Leblon, sem grandes pretensões, mas, aos poucos, cresceu e chamou a atenção da crítica e do público.  Do Leblon foi para o tradicional Teatro João Caetano (em duas temporadas), passou pelo Imperator - Centro Cultural João Nogueira, Espaço Furnas Cultural e Teatro da Uff, em Niterói.  Quando completou dois anos de estrada, fez uma apresentação especial no Teatro SESI Graça Aranha, e doou o lucro da bilheteria para a Creche Clara Nunes, em Caetanópolis (MG).  Fora do Rio o espetáculo circulou pelas cidades de Goiânia, Salvador e São Paulo.  Em Minas Gerais, fez uma turnê pelos teatros do circuito SESI em Belo Horizonte, Contagem, Itaúna, Uberlândia, Ouro Preto, Mariana e Tiradentes. Em Uberaba, foi registrado em DVD - que será lançado pela Gravadora Biscoito Fino. Um mini documentário, gravado em Caetanópolis, cidade Natal de Clara Nunes, também registrou o dia do aniversário da cantora na cidade.
SERVIÇO:
Deixa Clarear - musical sobre Clara Nunes Temporada: de 4 a 27 de novembro
Horário: sextas e sábados às 20h e domingos às 18h
Local: Teatro João Caetano – Praça Tiradentes, s/n –
Centro  - Telefone: (21) 2332-9257 Ingresso:  R$30 e R$15 
Censura Livre

http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2016/10/29/deixa-clarear-musical-sobre-clara-nunes-retorna-ao-teatro-joao-caetano/?from_rss=None

17 outubro 2016

Portela 2017 - Clara está na letra do enredo "Foi um rio que passou em minha vida"


"É ÁGUA DE BENZER, ÁGUA PRA CLAREAR
ONDE CANTA UM SABIÁ"
Um trecho do samba enredo da Portela 2017 cita  Clara Nunes que será lembrada por seu apelido: sabiá.



Clara Nunes representada na  na quadra da Portela 15/10/2016 
durante apresentação do samba campeão 2017
O enredo da Portela em 2017 será "Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar", do carnavalesco Paulo Barros.
Letra do samba da Portela em 2017
Compositores: Samir Trindade, Elson Ramires,Neizinho do Cavaco, Paulo Lopita 77,
Beto Rocha, Girão e J.Sales
Intérpretes: Tinga, Diego Nicolau, Marquinhos Art Samba, Zé Paulo e Luís Paulo
Participação Especial: Velha Guarda da Portela
VEM CONHECER ESSE AMOR
A LEVAR CORAÇÕES ATRAVÉS DOS CARNAVAIS
VEM BEBER DESSA FONTE
ONDE NASCEM POEMAS EM MANANCIAIS
RELUZ O SEU MANTO AZUL E BRANCO
MAIS LINDO QUE O CÉU E O MAR
SEMENTE, DE PAULO, CAETANO E RUFINO
SEGUE SEU DESTINO E VAI DESAGUAR
A JANGADA VAI CHEGAR NA ALDEIA
ALUMIA MEU CAMINHO, CANDEIA
ONDE MORA O MISTÉRIO, TEM SEDUÇÃO
MITOS E LENDAS DO RIBEIRÃO
CANTAM PASTORAS E LAVADEIRAS PRA ESQUECER A DOR
TRISTEZA FOI EMBORA, A CORRENTEZA LEVOU
JÁ NÃO DÁ MAIS PRA VOLTAR (Ô IAIÁ )
DEIXA O PRANTO CURAR (Ô IAIÁ)
VAI INSPIRAÇÃO, VOA EM LIBERDADE
PELAS CURVAS DA SAUDADE
OH, MAMÃE ORAYEYEO VEM ME BANHAR DE AXÉ ORAYEYEO
É ÁGUA DE BENZER, ÁGUA PRA CLAREAR
ONDE CANTA UM SABIÁ
SALVE A VELHA GUARDA, OS FRUTOS DA JAQUEIRA
OSWALDO CRUZ E MADUREIRA
NAVEGA A BARQUEADA, AOS PÉS DA SANTA EM LOUVAÇÃO
PARA MOSTRAR QUE NA PORTELA O SAMBA É RELIGIÃO
O PERFUME DA FLOR É SEU
UM OLHAR MAREJOU SOU EU
QUEM NUNCA SENTIU O CORPO ARREPIAR
AO VER ESSE RIO PASSAR
Confira o vídeo com letra e música do samba da Portela em 2017: 


07 outubro 2016

Homenagem à Clara Nunes dia 08 de outubro em BH- entrada franca Praça Santa Tereza







Música nas Praças | Fabiana Cozza - 

Canto Sagrado - Homenagem a Clara Nunes


Fernanda Grigolin
Data: 08.10.2016 - 21:00
O show é uma homenagem aos 100 anos do Samba e à Clara Nunes, ícone do gênero musical em nosso país. Fabiana Cozza será acompanhada por Lula Gama (violão), Douglas Alonso (bateria), Henrique Araújo (cavaco e bandolim) e Fi Marostica Alves Silva (baixo).
Este é o último trabalho lançado pela cantora paulista, que além de CD, ganhou também um DVD gravado ao vivo no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo. No repertório, canções que ficaram eternizadas na voz de Clara Nunes. 
Informações Adicionais:
Sobre Fabiana Cozza
Aos 16 anos, a cantora começou sua carreira com atuações em musicais. Cantou ao lado de músicos renomados, como Elza Soares, Leny Andrade, João Bosco, Zimbo Trio, Banda Mantiqueira, Eduardo Gudin, Francis Hime, Ivan Lins, Leci Brandão, Dona Ivone Lara, Luiz Melodia e Orquestra de Jazz Sinfônica.
Sobre o Projeto Música nas Praças
A primeira edição do projeto circulou pelas cidades de Sete Lagoas, Divinópolis, Lagoa Santa e, no encerramento da sua programação, Belo Horizonte. Promoveu apresentações gratuitas em espaços públicos, com a participação de músicos, instrumentistas e cantores consagrados, como Aline Calixto, Pereira da Viola, Pedro Morais, Toninho Ferragutti e Fabiana Cozza. Esta é uma oportunidade de levar a música dos grandes teatros e palcos para as praças do nosso estado.
Telefone: 31 3222-5271
Entrada Franca



Entrevista :
http://www.santaterezatem.com.br/index.php/2016/10/05/fabiana-cozza-na-praca-de-santa-tereza/
 




19 setembro 2016

Clara foi homenageada na festa de encerramento das Paraolimpíadas 2016


Paraolimpíada do Rio é encerrada com “cerimônia musical” no Maracanã


Vanessa da Mata entrou cantando Conto de Areia, canção imortalizada por Clara Nunes. Ela ainda cantou duas músicas de sua autoria, Por onde ando tenho você e Ai ai ai.  Com  luzes de led, a cantora inundou o Maracanã com uma bela homenagem à mineira .




Figurino desenhado por Vanessa da Mata e execução 
de Dona Heloisa Lírio e Edson Buriche. 




Fonte: extra jornal

11 setembro 2016

Clara em Paraopeba


acervo pessoal: Terezinha de Jesus 
Clara canta em Paraopeba 

O blog reproduz e  publica  as fotos inéditas  do acervo pessoal de Terezinha de Jesus, primeira professora de Clara Nunes. Nosso colaborador Fernando Mascarenhas, morador de Caetanópolis e grande conhecedor da obra e vida da mineira esteve em visita  à conterrânea e amiga de Clara e nos enviou fotos e um lindo poema homenagem!
Em 1978 Clara Nunes foi convidada á visitar sua terra natal, Caetanópolis/MG . Uma rua seria homenageada com o nome de seu pai, Mané Serrador. Na visita ela mostra a cidade, tudo registrado pelas câmeras de televisão. Clara revê amigos de infância, o Dr Guilherme médico que lhe trouxe ao mundo, sua primeira Professora Terezinha de Jesus. 
Fez um show beneficente na ARPA ( ass. Rural de Paraopéba) e a visita foi registrada pelo programa Fantástico.





                                                   Foto acervo pessoal: Terezinha de Jesus

                                        Clara e Terezinha de Jesus, sua primeira professora.

                                          Fernando Mascarenhas e Terezinha de Jesus



06 setembro 2016

Fotos do 11º Festival Cultural Clara Nunes


Sandro Regis Sandro Fotografias  mostra que o Festival Clara Nunes não é somente música , mas sim um passeio cultural e uma semana onde a família e o visitante pode usufruir uma atmosfera mineira , isto tudo aliada `a culinária da terra e muita gente animada que visita a cidade de Caetanópolis . No  álbum :"Festival de belezas... Poucos viram como eu vi." —  disponível em sua página do Facebook o fotógrafo nos convida ao :
Festival de belezas...
Poucos viram como eu vi.Durante a cobertura fotográfica do 11º Festival Cultural Clara Nunes pude estender meu olhar para alguns detalhes que poucas pessoas notam.Espero que gostem.Viva as belezas de nossa terra.( Sandro Regis)

31 agosto 2016

No 11º Festival - "Caminhos de Clara" passeio turístico


Passeio de trem, Projeto "Caminhos de Clara", idealizado pela Secretária de Cultura de Caetanópolis Silvania Ramos de Araujo e abraçado pelo povo Cedrense . Durante o percurso o visitante tem a oportunidade de visitar os lugares por onde Clara passeava e convivia como o Antigo cinema que hoje abriga a Casa de Cultura Clara Nunes, a fábrica de tecidos onde trabalhou, casas de amigos como o Dr.Guilherme que fez seu parto, a casa onde ela nasceu e por fim o Memorial Clara Nunes. (Fotos: Tecà Produtora Imagética)




                                                            Casa de Cultura Clara Nunes
                                                                        o trenzinho
Passeio turístico
A casa onde Clara nasceu

                                          Fernando Mascarenhas entre amigos e Dindinha 

30 agosto 2016

11º Festival Clara Nunes - "Clara Rosa" espetáculo teatral


Apresentação em Caetanópolis -" Clara Rosa", com a presença de uma grande
 amiga de Clara - Dorvalina a Dôia.

Nesta segunda feira dia 29  nasceu o mais novo espetáculo do Coletivo MundicÁ: "CLARA ROSA" que homenageia Clara Nunes e Guimarães Rosa em Caetanópolis - MG. Fotos  Sandro Regis Sandro Fotografias


Casa de Cultura Clara Nunes foi palco do Teatro "Clara Rosa "fazendo menção a nossa Guerreira Clara Nunes e ao escritor Guimarães Rosa. Uma mistura de cultura e musical. 
Maravilhoso! !!Márcio Vesoli e companhia brilharam na interpretação! !



23 agosto 2016

"Clara Rosa" novo espetáculo teatral no 11º Festival Clara Nunes

                                 "Clara Rosa" com Márcio Vesoli, Rodrigo Salvador e Sol Bueno

Márcio Vesoli, Rodrigo Salvador e Sol Bueno estréiam em Caetanópolis o espetáculo teatral "CLARA ROSA" no mês de agosto, aniversário de: CLARA NUNES!
O Coletivo MundicÁ está montando seu mais novo trabalho: "CLARA ROSA" espetáculo cênico musical que fala do encontro de dois vizinhos mineiros ilustres; CLARA NUNES, de Caetanópolis e GUIMARÃES ROSA, de Cordisburgo. Duas cidades separadas apenas pela BR 040. "Nós estivemos nas duas cidades visitando os lugares por onde eles viveram. Esse espetáculo vai estrear na próxima segunda, dia 29 de Agosto em Caetanópolis, dentro da programação do XI FESTIVAL CULTURAL CLARA NUNES. Será IMPERDÍVEL! Vale a pena conferir!!! Beijos do MAR SIM."( Márcio Vesoli)

22 agosto 2016

Festival Clara Nunes 2016 !


Festival homenageia Clara Nunes em sua terra natal !

A  partir deste sábado dia 27 de agosto, a 11º edição do  Festival Clara Nunes vai movimentar Caetanópolis, na Região Central de Minas Gerais. Shows, teatro, cinema, oficinas de arte e exposições estão programados no evento, que celebra a arte da “Guerreira” e a cultura brasileira.

As atividades têm entrada franca e serão realizadas na Casa de Cultura e na Praça da Matriz. “Essa ação cultural recorda a filha ilustre de nossa cidade e o seu legado. Valoriza também o samba, os artistas da terra e os ritmos de Minas”.
Oportunidade  
“O Festival Clara Nunes é um momento de diversidade artística e cultural em praça pública”, resume Silvânia Ramos de Araújo, secretária de Desenvolvimento Municipal, Cultura e Esportes de Caetanópolis. Ela chama a atenção para a oportunidade de artistas da cidade mostrarem seu trabalho.
A cidade faz parte do Circuito das Grutas e está no caminho para Maquiné. Silvânia considera positivos os resultados do evento. “Cidades do interior precisam se estruturar tecnicamente em turismo e arte para poderem saborear a verdadeira cultura brasileira”, conclui a secretária.
Artistas locais
Neste ano a programação prestigia os artistas locais e da região, com vários artistas interpretando ritmos brasileiros, e claro, não faltando homenagens à mineira Clara Nunes







12 agosto 2016

Salve Clara ! 12 de agosto, aniversário da guerreira


12/08/2016 

Se viva estivesse, Clara Nunes completaria 74 anos

A primeira cantora brasileira a vender mais de 100 mil discos
Em 12 de agosto de 1942, nasceu Clara Francisca, uma mineira que depois se firmou como a grande sambista do Brasil. Foi a primeira cantora brasileira a vender mais de 100 mil discos e tornou popular vários  sambas da escola Portela. Clara morreu em 2 abril de 1983, após complicação em uma cirurgia de varizes. 

Clara Nunes é homenageada por várias cantoras neste dia 12 

"Um ser de luz" bela poesia de Paulo César Pinheiro, Mauro Duarte e Joao Nogueira:
Salve Clara !

09 agosto 2016

11º Festival Cultural Clara Nunes em Caetanópolis - 20 a 28 de agosto 2016



A  11º edição do Festival Clara Nunes está confirmada em  Caetanópolis-MG  e breve traremos toda a programação . O projeto  cultural retrata a obra da cantora , filha ilustre do município e que encantou o Brasil e o mundo. As atividades serão realizadas na Casa de Cultura Clara Nunes e na Praça da Matriz e em escolas públicas cidade.
O Festival será realizado de 20 a 28 de agosto e os destaques da programação são apresentações teatrais, espetáculos de dança e  grande show  com a Banda  Só Prá Contrariar  no dia 27 de agosto. 


20 julho 2016

Musical "Um conto de Clara" em cartaz no Rio

“O MAR SERENOU… UM CONTO DE CLARA” CELEBRA SAMBA E OBRA DE CLARA NUNES NO RJ

O Mar Serenou... (Foto de Luiz Paulo Silva) (4)
No ano em que o samba completa 100 anos, o espetáculo “O Mar Serenou… Um Conto de Clara” busca por meio da obra de Clara Nunes fazer uma homenagem ao gênero, que deu destaque à vários nomes da música popular brasileira, incluindo a homenageada. Em cena, oito cantores relembram 30 canções da sambista de saiu de Minas Gerais para conquistar o mundo com sua voz e música, que ganha novos arranjos pelas mãos de Márcio Eduardo.
Três atrizes dão vida a Clara no palco – Fernanda Sabot (“Casa Grande e Senzala – Manifesto Musical Brasileiro”), Andréia Melo (“Raul Fora da Lei – O Musical”) e Renata Tavares (“Andança – Beth Carvalho, o musical”), que narram a trajetória da cantora, a primeira mulher no Brasil a vender mais de 100 mil cópias de seu disco.
 Serviço
Onde: Sala Bade Powell – Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Rio de Janeiro – RJ
Quando: De 1º a 31 de julho às 20h, as sextas e sábados e 19h, aos domingos
Quanto: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia), à venda na bilheteria do teatro

11 julho 2016

Vem aí o 11º Festival Clara Nunes em Caetanópolis-MG



O blog está torcendo para que a Prefeitura de Caetanópolis-MG, terra natal de Clara Nunes consiga promover mais um ano do Festival Cultural . Sabemos das dificuldades financeiras que os municípios estão enfrentando diante da crise e temos a promessa que o festival irá acontecer embora mais  modesto do que os outros anos, mas com o mesmo brilho e animação . Sua filha ilustre será  homenageada e mantida  viva na memória dos visitantes e conterrâneos  mineiros! 



Videoclipe oficial do Festival Clara Nunes, realizado todo mês de agosto em Caetanópolis, MG, terra da grande cantora Clara Nunes, que encantou o mundo com sua voz, sua beleza e sua presença. A música foi interpretada e composta pelo grupo Amigos da Viola, encabeçado pelos irmãos Basilinho, Otávio e Deiber, acompanhados pelo tio Fabinho e outros grandes músicos.

29 junho 2016

"O mar serenou" estréia no Rio





Estreia na próxima sexta "O mar serenou...Um Conto de Clara"



Espetáculo pretende levar ao palco a beleza e a genialidade da voz da inesquecível Clara Nunes


Jornal do Brasil Sala Baden Powell, em Copacabana, o espetáculo "O mar serenou...Um Conto de Clara". Com texto de Cazé Neto e direção de Milton Filho e Cazé Neto, o espetáculo pretende levar ao palco a beleza e a genialidade da voz,carisma e sedução da inesquecível Clara Nunes.
De forma leve,livre e divertida, a Cia Fazzarte de Teatro conta a trajetória ?de um dos maiores mitos da música brasileira.  



De forma leve,livre e divertida, a Cia Fazzarte de Teatro conta a trajetória ?de um dos maiores mitos da música brasileira

No Alto da Sé, Olinda, Pernambuco, onde fica o Palácio Iemanjá, a comunidade local se organiza para a recepção de Clara Nunes. Entre os preparativos, a carreira da cantora é contada por Pai Dudu - numa licença poética ao Pai Edu,Eduin Barbosa da Silva,Babalorixá,fundador do Palácio de Iemanjá, a quem Clara respeitava e considerava como líder espiritual - Ansiosos com a sua chegada, os moradores empreendem uma verdadeira viagem no universo musical da intérprete misturando suas próprias vidas aos muitos contos de Clara.
Durante o espetáculo de 90 minutos,as atrizes, Andréia Mota,Fernanda Sabot e Renata Tavares,interpretam 28 canções da inesquecível Sabiá. Entre elas,Canto das Três Raças,Morena de Angola e Nação.
http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2016/06/28/estreia-na-proxima-sexta-o-mar-serenouum-conto-de-clara/?from_rss=None

27 junho 2016

Programa TV Brasil- Conhecendo Museus- Memorial Clara Nunes em Caetanópolis-MG



Memorial Clara Nunes


Espaço destaca vida e obra de um ícone da MPB
O prédio que abriga o Memoria Clara NunesO prédio que abriga o Memoria Clara NunesConhecendo Museus desta semana revive a história de um dos maiores nomes da música popular brasileira e estrela internacional: a cantora Clara Nunes. Sua vida e obra está eternizada em um memorial que leva o seu nome, localizado na cidade de Caetanópolis, interior de Minas Gerais. O Memorial Clara Nunes foi Inaugurado em 11 de agosto de 2012 e é um oásis para os fãs de Clara, que deixou um legado cultural para a boa música brasileira.

O acervo possui mais de 6 mil itens catalogados e mais algumas centenas a serem enumeradas. Todos estão bem preservados primando pela qualidade e respeito com a cantora e com seus admiradores. A maioria das peças expostas foram doadas pelo marido de Clara, o compositor Paulo César Pinheiro, e por fãs.

As guias usadas pela cantora estão no acervoAs guias usadas pela cantora estão no acervoOs vestidos marcaram o estilo de ClaraOs vestidos marcaram o estilo de ClaraA visita ao universo de Clara Nunes começa pela Fé, traço marcante em sua vida e que ela fez questão de tornar público através de sua obra. As guias que usava estão penduradas no teto, o chão é forrado de conchinhas trazidas da praia e representam a presença do mar na obra da cantora e o seu significado no universo das religiões afro-brasileiras, o oratório com os santos de devoção, os Pretos Velhos, a Pomba do Espírito Santo. Filha de Ogum e Yansã, Clara nunca negou sua fé.

A mostra também conduz o visitante a um passeio pelos principais momentos marcantes da carreira de Clara, no início dos anos 1980, com a gravação do LP Brasil Mestiço e o show “Clara Mestiça”. As roupas usadas no clip da música e a famosa tornozeleira estão expostas no local. Na parede, um painel cronológico batizado de Vida e Obra apresenta as principais etapas da trajetória artística que transformou Clara Nunes em cantora das raízes da Cultura Popular Brasileira. Ela ganhou prêmios importantes, como o Roquette-Pinto, o mais cobiçado da época, foi acompanhada pelo Conjunto Nosso Samba e trabalhou com grandes produtores e cenógrafos.

Ainda fazem parte do acervo telas, objetos de decoração, roupas, fantasias, colares, pulseiras, adereços que se tornaram símbolo do figurino de Clara Nunes e ajudaram a construir uma mensagem visual única e impactante. No acervo há registros por meio de fotos, cartazes, recortes de jornais, cartões postais, roupas e chinelos da passagem da cantora pelo Japão. O mural de fotos da cantora e amigos em momentos de descontração é um destaque à parte. O memorial também presenteia o público com um documentário feito exclusivamente para ser exibido e levar os fãs e admirados ao túnel do tempo.
Direção: Amauri Mauro
Produção: Ana Moura
http://tvbrasil.ebc.com.br/conhecendomuseus/episodio/memorial-clara-nunes